Pular para o conteúdo principal

Postagens

“É COM INCENTIVOS E OPORTUNIDADES QUE O ARTISTA SE REVELA” – Entreolhos com Rita Torres

Postagens recentes

"NÃO É DE UMA HORA PARA OUTRA QUE TEMOS UM AMOR QUE AGREGA, QUE UNE, QUE SEDIMENTA" - Michelle Carvalho

Fotos cedidas pela entreolhada

A escritora de 35 anos, que também é advogada, artesã, contista, palestrante motivacional, define-se como acima de tudo poetisa que eterniza o amor em letras e tinta. E nós ousamos defini-la como uma romântica incorrigível... ainda bem! O mundo precisa de romantismo, para voltar a ser mais humano; mais fraterno; mais mundo. Enviamos para Michelle um desafio: definir-se com sinceridade, sem medo de se expor e ser o mais verdadeira possível.

Estimulamos o seu relato, com perguntas breves e sem muitas pretensões, e ela nos presenteou com uma história de vida sem meias palavras e sem medo de abrir seu coração cheio de amor pelo próximo e de um amor especial por aquele que teve a sorte de ser seu eleito para compartilhar o sonho de uma vida inteira. Optamos por não interferir, ou fazê-lo minimamente, no que recebemos de nossa convidada.

Este é um entreolhos que não falará de política nem de mazelas da sociedade. O amor é a temática principal, tanto na literatur…

"NÃO SEREI VENCIDO PELA DESMOTIVAÇÃO" - Entreolhos com o estudante Evertonn Britto

O jovem Evertonn Britto, aluno do ensino médio do CIEP Brizolão Pedro Américo, no bairro Suruí, quarto distrito de Magé, vem se destacando entre colegas e professores, por sua alegria contagiante, mesmo diante de grandes problemas enfrentados. Além disso, ele se mostra um aluno inteiramente participativo nos eventos realizados na unidade escolar, em especial os debates, palestras e eventos de natureza artística promovidos pelos arte-educadores (animadores culturais) da Secretaria Estadual de Educação lotados no CIEP, Rodrigo Lobo e Demétrio Sena. E por indicação do Demétrio, nosso entreolhos de hoje é com o jovem Evertonn.
En – Olá, Evertonn. Sabemos pouco de sua vida pessoal. Por esta razão, nossas perguntas serão bem genéricas, de forma que você tenha como se definir bem ao seu modo, para nós. De início, pedimos que você fale um pouco de sua trajetória de vida até o momento. Suas grandes alegrias, algumas tristezas e as lições que tudo já lhe proporcionou. Evidentemente, só fale do q…

QUEREM ACABAR COM A CULTURA MAGEENSE

COORDENADOR DO FESTIVAL DA MPB EM MAGÉ FAZ DESABAFO PÚBLICO

O articulador de cultura e líder do grupo UPCM – Unidos Pela Cultura de Magé – Roberto da Silva, organizador anual do festival da MPB de Magé publicou esta semana, em seu blog e nas redes sociais, um manifesto que fez barulho. Sob o título QUEREM ACABAR CO A CULTURA mageense, ele faz uma análise das características de pessoas que acabariam com a cultura na cidade, se isso dependesse delas. Segue abaixo, o texto.
"QUEREM ACABAR COM A CULTURA MAGEENSE" Roberto da Silva Coordenador da FESTIVAL DA MPB EM MAGÉ e UPCM-UNIDOS PELA CULTURA DE MAGÉ 1 - O EMÉRITO ENGANADOR.  Aquele que te pede desculpas quando você o convida para assistir mais uma edição do já nosso tradicional FESTIVAL DA MPB EM MAGÉ; 2 - O QUE FALA MUITO E NADA DIZ. E promete, recomenda, encomenda, teima, explica, e, blá,blá,blá!...blá! Para no fim nada somar...! 3 - O MAGEENSE SEM BRILHO.  Ele está arredio, sempre, avesso às exigências do UPCM - Unidos Pela Cultu…

TUDO COM A CULTURA; NADA COM A POLÍTICA PARTIDÁRIA - Entreolhos com Neusa Maria

Dona Neuza Maria, a esposa de Roberto da Silva, que há 16 anos promove o festival da MPB em Magé, sempre se pôs ao seu lado como protagonista do principal evento de natureza essencialmente cultural da cidade. Ambos contam com a assessoria fiel de amigos e membros do grupo UPCM – Unidos Pela Cultura de Magé –, mas é ela quem ano após ano tece com o marido as estratégias do evento, sai em busca de patrocínio e ajuda a agregar participantes e colaboradores. Dona Neuza é a nossa entreolhada nesta edição.  
E – D. Neuza; como esposa e parceira de Roberto da Silva, diga-nos qual foi, em todos esses anos, a edição do festival que mais a agradou. Se puder, cite pormenores.
R – Para mim, foi a décima edição. Houve uma comemoração digna de um festival de grande porte, com bolo de aniversário e tudo!
E – A senhora concorda se dissermos que, não atrás, mas ao lado de um grande homem existe uma grande mulher? Isto se aplica ao sucesso que é o Festival coordenado pelo Roberto?
R – Acredito sim. É mér…

"A POLÍTICA OFICIAL PARA A LITERATURA É MERCANTILISTA E CORPORATIVA" - Entreolhos com Cláudia Brino

Escritora e editora independente, Cláudia Brino (foto ao lado) faz um trabalho de muitas descobertas através de sua Editora Costelas Felinas, que já editou muitos milhares de títulos entre prosa e verso, de autores de todo o Brasil. Seu trabalho artesanal é de um capricho e uma correção impecáveis, que a fazem acumular clientes, amigos e admiradores. Ela ama o que faz. Isso é notório em suas postagens em rede social e na frequência com que lança movimentos como concursos literários, nos quais oferece edições como prêmios. Cláudia Brino é a nossa entreolhada nesta edição.
E – Cláudia Brino; centenas, talvez milhares de pessoas que não o fariam de outra forma vêm realizando o sonho de tirar das gavetas os seus escritos e transformá-los em livros impressos. Tudo graças à chance que você oferece, da publicação de quantos exemplares o autor quiser. Pode usar licença poética para responder, caso queira: o que isso significa para você?
R: Rapaz é uma emoção inestimável, principalmente quando p…